quarta-feira, 31 de agosto de 2016

XVII - Oração para conseguir a humildade

Escrita por Santa Teresinha



Ó Jesus! Quando éreis viajante sobre a terra, dissestes: "Aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis repouso para vossas almas." Ó poderoso Monarca dos Céus, sim, minha alma encontra repouso vendo-vos, revestido da forma e da natureza de escravo, humilhar-vos ao ponto de lavar os pés de vossos apóstolos. Lembro-me, então. das palavras que pronunciastes para ensinar-me a praticar a humildade: "Dei-vos o exemplo para que façais, também vós, o que fiz; o discípulo não é maior que o mestre...Se compreenderdes isto e o praticardes, sereis felizes." Senhor, compreendo essas palavras saídas do Vosso Coração doce e humilde; quero praticá-las com o auxílio da vossa graça.
Quero diminuir-me humildemente e submeter minha vontade à de minhas irmãs, em nada contradizendo e sem procurar saber se elas têm, sim ou não, o direito de me dar ordens.
Ninguém, ó meu Bem-Amado, tinha para convosco esse direito e, no entanto, obedecestes não só a Santa Virgem e a São José, mas também a vossos carrascos, Agora, é na Hóstia que vos vejo chegar ao cúmulo de vossos aniquilamentos.


Qual não é vossa humildade, ó divino Rei da Glória, submetendo-vos a todos os vossos sacerdotes, sem fazer qualquer distinção entre o que vos amam e os que são- infelizmente!- mornos ou frios no vosso serviço...Vós desceis do céu a seu chamado; quer adiantem, quer atrasem a hora do Santo Sacrifício, estais sempre pronto...

Ó meu Bem-Amado, sob o véu da branca Hóstia, como me pareceis doce e humilde de coração! Para ensinar-me a humildade, não podeis diminuir-vos mais; assim, quero, para corresponder ao vosso amor, desejar que minhas irmãs me ponham sempre no último lugar, e convencer-me de que ele é meu.Suplico-vos, meu Divino Jesus, que me envieis uma humilhação cada vez que eu tente elevar-me acima das outras. Eu sei, ó meu Deus, que humilhais a alma orgulhosa, mas àquela que se humilha dais uma eternidade de glória, quero, pois, colocar-me na última fileira; partilhar vossas humilhações para "ter parte convosco" no reino dos Céus.
Mas, Senhor, conheceis minha fraqueza: a cada manhã, tomo a resolução de praticar a humildade, e de noite reconheço que ainda cometi muitos pecados de orgulho; diante disso sou tentada a desanimar, porém - eu sei - o desânimo também é orgulho. Quero, pois, ó meu Deus, apoiar sobre vós somente minha esperança; como podeis tudo, dignai-vos fazer nascer em minha alma a virtude que desejo. Para obter essa graça de vossa infinita misericórdia, eu vos repetirei com bastante frequência:
"Ó Jesus, manso e humilde de coração, fazei meu coração semelhante ao vosso!"
Amém!

Retirada do livro: "A prática da humildade" de Gioacchino Pecci (Leão XIII)

Nenhum comentário:

Postar um comentário